top of page
  • Foto do escritorAntonia Nascimento

PREFEITURA REALIZA EVENTO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A VIOLÊNCIA CONTRA A PESSOA IDOSA

A Prefeitura de Capixaba, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Núcleo de Educação em Saúde, realizou na manhã desta quarta-feira (21), um evento alusivo ao Junho Violeta, mês de conscientização sobre a violência contra a pessoa idosa.


O objetivo é refletir sobre a violência e desrespeito para com a população idosa.


O Prefeito de Capixaba, Manoel Maia, esteve presente na abertura do evento e destacou a importância de defender os idosos que são pessoas que já contribuíram tanto para a sociedade. "É fundamental que a conscientização sobre a violência contra a pessoa idosa seja contínua e que a sociedade se envolva nessa causa,” disse.


Além do Prefeito, estiveram presentes, a Secretária de Desenvolvimento Social, Rakel Vieira, Secretária de Saúde, Núbia Rodrigues, Professora Marli, responsável pelo grupo da terceira idade de Capixaba, dentre outras autoridades.


Para Rakel, "a conscientização sobre a violência contra a pessoa idosa é de extrema importância, pois esse grupo populacional está sujeito a diversos tipos de abusos, sejam eles físicos, psicológicos, financeiros ou negligência. Infelizmente, muitos idosos sofrem em silêncio e não denunciam as situações de violência que enfrentam", informou a secretária.


IMPORTANTE

Tipos de violência contra as pessoas idosas:

A mais comum é a negligência, quando os responsáveis pelo idoso deixam de oferecer cuidados básicos, como higiene, saúde, medicamentos, proteção contra frio ou calor.


O abandono vem em seguida e é considerado uma forma extrema de negligência. Acontece quando há ausência ou omissão dos familiares ou responsáveis, governamentais ou institucionais, de prestarem socorro a um idoso que precisa de proteção.


Há, ainda, a violência física, quando é usada a força para obrigar os idosos a fazerem o que não desejam, ferindo, provocando dor, incapacidade ou até a morte. E a sexual, quando a pessoa idosa é incluída em ato ou jogo sexual homo ou heterorrelacional, com objetivo de obter excitação, relação sexual ou práticas eróticas por meio de aliciamento, violência física ou ameaças.


A psicológica ou emocional é a mais sutil das violências. Inclui comportamentos que prejudicam a autoestima ou o bem-estar do idoso, entre eles, xingamentos, sustos, constrangimento, destruição de propriedade ou impedimento de que vejam amigos e familiares.


Por último, há a violência financeira ou material, que é a exploração imprópria ou ilegal dos idosos ou o uso não consentido de seus recursos financeiros e patrimoniais.


No Brasil, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), lançou a Campanha Nacional de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa, com o objetivo de abordar medidas para prevenir e identificar situações de violência, negligência e abuso contra os idosos. Experiências e boas práticas serão compartilhadas, com contribuições para uma proposta de protocolo de atenção.


Idosos com aspecto descuidado, que apresentem marcas no corpo mal explicadas ou sinais de quedas frequentes e que tenham familiares ou cuidadores indiferentes a eles, podem estar sendo vítimas de violência.


Onde procurar orientação ou denunciar:

– unidades municipais de saúde;

– delegacias;

– disque 100 (Direitos Humanos);

– 190: Policia Militar (para situações de risco eminente)

Kommentare


bottom of page