top of page
  • Foto do escritorAntonia Nascimento

Evento antimanicomial é marcado por dinâmicas, bingos e muita conscientização em Capixaba


Um dos objetivos do Dia Nacional da Luta Antimanicomial, celebrado no dia 18 de maio é, garantir direitos à reabilitação e a inclusão social de pessoas com doenças mentais, rompendo com o modelo exclusivo de tratamento em hospitais psiquiátricos, como os antigos manicômios.


Neste dia, a Prefeitura de Capixaba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) realizou uma série de atividades de descontração no espaço da antiga Serraria Ouro Branco, como por exemplo a musicoterapia, bingos, atividades de arte com pinturas, dança circular, sorteios e muita conversação.


O Movimento Antimanicomial faz lembrar que, como qualquer outro cidadão, as pessoas com transtornos mentais, têm o direito fundamental à liberdade, o direito a viver em sociedade, além do direito a receber cuidado e tratamento, sem que para isto tenham que abrir mão de seu lugar de cidadãos.


Vale destacar que o evento contou com a presença do Prefeito de Capixaba, Manoel Maia, Secretária de Saúde, Núbia Rodrigues, Coordenadora do CAPS-Capixaba, Auri Barroso, Secretária de Desenvolvimento Social e Primeira Dama, Rakel Vieira, Secretário de Agricultura, Sandro Marcelo, Delegado de Polícia Civil, Aldízio Neto, Coordenadora do CAPS-Acrelândia, dentre outras autoridades.


Em suas falas, o Prefeito Maia, agradeceu à equipe do CAPS pela forma humanizada que desempenham seu trabalho e por serem uma equipe de excelência frente à sociedade atendida.


Ao final do evento a Coordenadora CAPS Capixaba, Auri Barroso, agradeceu a presença de todos e destacou "a luta como uma forma de humanizar o tratamento psiquiátrico visando tratar esses pacientes sem trancá-los”.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page